Opinião sobre o livro: Caixa de Pássaros

08:00


Olá, Ramigs.

Para começarmos do jeito correto, vamos alinhar uma coisa: Eu não gosto muito de Resenha.
Explico!
Acho muito sem graça aquele negócio de escrever, com outras palavras, aquilo que já está escrito no livro, ou que alguém já escreveu em alguma das capas. Além de ter aquele negócio insuportável chamado de Spoiler. Quer me indicar um livro, diga: Leia, é ótimo. Pronto. Sensacional. Maravilhindo.
Só assim eu já posso me interessar por ele, assim como pela capa.
Certo, eu não gosto de resenha, então porque estou escrevendo sobre isso?
Na verdade não é bem uma resenha, é uma opinião sobre o livro mais idolatrado dos modinhas que acham que todo mundo vai ler trilhões de resenhas sobre o mesmo livro ao invés de ler o próprio livro.

As pessoas estão inclinadas a gostar das coisas pelo simples fato delas estarem em evidência. Vi esse livro na Saraiva quando ele ainda não era febre, achei interessante todas aquelas informações na capa e contra-capa e esperava realmente um livro de terror, muito assustador, onde eu falaria uns 300 palavrões em cada página. Ganhei o livro do meu namorado dias depois e quando eu li isso não aconteceu.
Não é um livro que se consegue ler em um dia, eu não consegui.
As narrativas são tão lentas que muitas vezes a gente pensa: sim, e aí? kd o terror?
Óbvio que é um livro que fala sobre uma situação que se fosse real com certeza seria muito tenso, mas não é, e eu não consegui me ligar ao livro ao ponto de me assustar com o canto dos pássaros e nem de ter medo achando que poderia, um dia, acontecer tal coisa. Não fiquei paranoica e isso foi paia.

O livro me pareceu como um desafio que foi proposto ao autor pela editora. Foi tipo: Filho, você tem X dias para me entregar um livro de "Terror", com no mínimo 360 páginas, te vira. E o autor parece que tentou ao máximo encher algumas linguiças. Perto do final do livro, parece que ele pegou o espírito da coisa, mas não durou muito tempo. Aliás, não considerei aquele final como o final propriamente dito, não que eu tenha ficado na curiosidade de saber o que aconteceu, uma continuação ou coisa assim, eu fiquei foi com raiva dele ter escrito tanta coisa e não ter explicado que P*** que estava acontecendo, parecia que ele estava contando um pesadelo que ele teve, uma parte do pesadelo, onde as coisas não tem lógica nenhuma. O livro acabou e eu pensei: só?
Apesar de tudo, para quem gosta de suspense não é livro ruim, eu é que sou a chata e objetiva, que gosta dos pingos nos Is e de uma coisa que tenha começo, meio e fim.
Acredito que eu tenha ficado com raiva da lentidão do suspense e da pouca ação quando poderia e deveria acontecer muitas coisas mais tensas quanto o livro sugere, mas tenho que admitir, o que me deu raiva do livro foi o fato da Mallory chamar os "filhos" de Garota e Garoto, me deu mais agonia que a morte do Victor (única parte que eu realmente lamentei no livro).

Você que já leram o livro, concordam ou discordam?
Ficaram curiosos ou desistiram de ler?

Tenham um ótimo carnaval, Ramigs, aproveitem para ler o livro e depois me contem se eu estou enlouquecendo ou se eu ainda estou sã.


You Might Also Like

0 comentários